Casos de Coqueluche Aumentam no RJ: Macaé Maricá Entre as Mais Afetadas

Por Cic7 Notícias - Rio Janeiro

Publicado há 2 semanas ago

Compartilhar no WhatsApp

Secretaria de Estado de Saúde confirma 34 casos até 4 de julho, com destaque para a capital

A coqueluche, uma doença infecciosa altamente transmissível, voltou a preocupar autoridades de saúde no estado do Rio de Janeiro. Até o dia 4 de julho, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ) confirmou 34 casos, com a capital concentrando 28 deles. Além disso, Macaé, Maricá, Iguaba Grande, Niterói e São Gonçalo registraram um caso cada.

Prevenção e Vacinação

A SES-RJ ressalta a importância da vacinação como principal medida preventiva contra a coqueluche. As vacinas pentavalente, DTP e dTpa Adulto são essenciais para a proteção, mas a cobertura vacinal em 2023 ficou abaixo da meta. A pentavalente e a DTP atingiram apenas 72,21% e 72,26%, respectivamente, enquanto a dTpa Adulto alcançou 52,51%. A meta para estas vacinas é de 95% e 100%, respectivamente.

Sintomas e Transmissão

A coqueluche, causada pela bactéria Bordetella pertussis, é conhecida por causar crises de tosse seca e falta de ar, especialmente em crianças e bebês menores de um ano. A transmissão ocorre através da tosse, espirros ou fala do infectado. Os sintomas iniciais são semelhantes aos de um resfriado, incluindo mal-estar, corrimento nasal, tosse seca e febre baixa. Com a progressão, a tosse torna-se severa e pode levar a vômitos ou cansaço extremo.

A Importância da Vacinação

A vacinação é a principal forma de combater a coqueluche. O esquema vacinal recomendado inclui:

  • Pentavalente: três doses aos 2, 4 e 6 meses de vida.
  • Tríplice bacteriana: primeiro reforço aos 15 meses e segundo reforço aos 4 anos.

Cobertura Vacinal Abaixo da Meta

Em 2023, a cobertura vacinal no estado do Rio ficou aquém do esperado. A SES-RJ reforça a necessidade de que o público-alvo procure as unidades de saúde para garantir a imunização e prevenir a disseminação da doença.

A situação preocupa autoridades de saúde, que trabalham para aumentar a cobertura vacinal e conter o avanço da coqueluche. Manter a vacinação em dia é crucial para proteger a população, especialmente os mais vulneráveis, como crianças e bebês.

Compartilhar no WhatsApp

Por Cic7 Notícias - Rio Janeiro

Publicado há 2 semanas ago

Compartilhe nas redes sociais:

Search
Close this search box.

Fique por dentro de todas as notícias pelo WhatsApp!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais recentes sobre a sua cidade, acesse e fique por dentro das noticias mais recentes que acontecem no dia a dia.

Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação.